segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Friendzone? Não, pseudo relacionamento mesmo.


Breathe Your Name by Sixpence None the Richer on Grooveshark


Rola paixão (ok, fale sempre por vc, ao menos de uma das partes há paixão, se é recíproco ou não, já é outra história), vc torce todos os dias pra que a ficha do bonitão caia finalmente.  Chuvas de torpedos por todo um dia, quando não rola fica aquela coisa no ar "quem é que vai procurar pra mandar a primeira mensagem do dia?".E emails sem fim. Encontros em mesas de bar que duram horas, as conversas são calorosas, o tempo passa e mal se percebe (la se vão três, quatro, cinco horas que passaram voando). Conversas amigáveis, carinhosas, meigas, rolam também debates calorosos, discordância sem brigas sérias, opiniões políticas, conversas sobre trabalho. Horas e horas de bate papo no msn, gtalk e afins.

Demonstrações de ciúmes sem fundamento, até brigam feio: "Foi naquela festa? E ai? Que é que rolou?" ou então "Quem é esse fulano que vc adicionou no facebook?", se só disser que é seu amigo ele vai detoná-lo, achar um milhão de defeitos... se vc disser que achou o cara uma gracinha, pronto, fica o famoso climão... Alfinetadas sutis, ironias no ar, sarcasmo, de repente ele fica quieto e some.

Chega um ponto que nem vc procura mais ninguém, não da chances a novos pretendentes, fica sem saber explicar essa falta de vontade repentina de sair pegando a balada toda. Simplesmente mal sai.

Da e recebe conselhos e broncas ao mesmo tempo. Fica brava com as birras dele (ele faz birras!!!). Vc finge que não escuta a opinião dele a respeito de outras mulheres, ele te leva em casa, te abraça, aqueles abraços pausados, apertados, estranhos, significativos...as despedidas são quase beijos calorosos, aqueles no canto da boca, com o olhar esquisito.

Vcs já se deram apelidinhos! Sabem da rotina um do outro, não precisam de frases pra saber o que o outro está pensando. Precisam se encontrar pelo menos uma vez a cada duas semanas, precisam se falar a cada dois dias, vc precisa saber dele e sente que ele não consegue te perder de vista. Ele torce pelo seu novo emprego, vc torce pela entrevista dele. 

As brigas são calorosas e os motivos? Os mais ridículos possíveis, parece briga de namorado. Vcs formaram um laço, um contrato invisível, um trato mudo, mas do que mesmo?
Ele some um final de semana e vc se rói toda pensando que deve estar com outra... (outra o que? Amiga?!) Vc se sente ridícula e nunca ousa colocar os pingos nos IS. Vc sente que há algo de estranho afinal passam o dia juntos e ainda trocam torpedos até um dos dois pegar no sono, mas o que mais acontece? Precisa de mais?

Vc sabe o que sente, mas não faz ideia do que ele sente. Just friends? Não, ele é seu pseudo namorado!

* Queridos, nosso blog agora tem página no Facebook! Dá um curtir por lá ;D 



7 comentários:

  1. essa coisa de friendzone é para gente sem carater que na verdade só é legal porque ta com segunda intenção, bem pior do que ja deixar aberto que so quer sexo e que nao presta

    pseudo namorado, pseudo relacionamento é coisa de gente com cabeça fraca com carencia afetiva e problemas maternais mal resolvidos

    ResponderExcluir
  2. Olá boa noite!
    Amei o post, realmente isso acontece algumas vezes na vida...tenha uma ótima semana!

    beijoo :)

    ResponderExcluir
  3. Já vivi assim, na vida acho tudo válido. Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  4. Gostei dessa! Um humorzinho leve, uma agoniazinha leve.

    ResponderExcluir
  5. Acredito que seja um relacionamento perfeito.
    Quem disse que isso é um relacionamento?


    Sinto falta disso.

    ResponderExcluir
  6. Para quem já passou por isso a situação é completamente estranha. Isso de parecer namorado e até quem sabe assim, só um talvez querer ser namorado mesmo. Complicado, engraçado, frustrante e que no fim, mas bem no final das contas mesmo, cansa e a gente vai pra outra e como prega a vida, as coisas mudam. Isso de pseudo relacionamento cansa muito hahahah.

    ResponderExcluir
  7. Cinco letras…
    Cinco pontas de cadente perdida na aurora
    Na loucura de alguns instantes escrevo
    Descalço vou adiante num ir longe, embora

    Solto das mãos murmúrios sussurrantes
    Do basalto explode um bando de pombos bravos, alguns negros
    Há um livro branco apenas com a palavra ausência
    Há uma carta de marear para um rumo de mil segredos

    Flores de solidão crescem em pedaços de fria lava
    Um espantalho saltou-me do bolso a remexer
    Uma sombra desceu a janela e tocou-me
    Cerrei olhos para sentir o que não queria ver

    Boa semana

    ResponderExcluir

Comenta aew! :)

leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...