segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Breve reflexão sobre a força e o apego




"eu to falando de amor e não da sua doença, 
eu to falando de amor e não do que você pensa!"


Tanta vontade de ficar quietinha no meu canto, sem explicar nada a ninguém, sem ouvir, sem dizer... só curtindo as horas do dia passando por mim sem grandes responsabilidades! 

Tem horas que eu tenho vontade de dizer as pessoas que eu não sei, que também estou tentando, que também estou dando cabeçadas, cometendo meus erros grotescos, enfrentando meus medos na marra, que é melhor pararem de me achar referência e escutar o que a própria alma está pedindo... mas eu seria muito grossa por isso, então sumo e fico no meu canto meditando, esperando o tempo passar, observando as pessoas vivendo no centro da cidade, suas ideologias, suas indelicadezas e seus gestos espontâneos, espantosamente surpreendentes e humanos.

Todos nós temos força, sabia? Só procurar ai dentro de vc, pode não ser fácil, mas se acha! Eu sei que tenho a minha, que por vezes me escapa, mas que estou sempre perseguindo. É pena, mas não posso emprestá-la... Alguns amigos conhecem bem minha história e acham que tenho uma força surreal, o que não é verdade... cada um de nós tece seus caminhos e tem sua força na hora que a água bate na bunda, só que alguns ainda não sabem disso. Foi difícil pra mim, difícil desapegar, doeu e eu não queria, fiz na marra, fiz pq a vida não me deu escolha, não deu outro caminho. Achei que era o fim, achei que nada mais ia restar pra mim, e é o que pensamos quando estamos apegados a algo, é um egoísmo cego que passa só com o tempo, só quando a gente começa a entender o pq da vida ter pego esse e aquele caminho, o pq da vida nos afastar de alguns planos, sonhos e pessoas pra nos colocar outras coisas no caminha (dificuldades e também alegrias), e só depois de muito tempo conseguimos compreender como é que deu certo tanta volta, como nossa alma foi blindada...
Estamos todos na luta, todos tentando nos encontrar e nos encaixar e fazer valer a pena todas as nossas cicatrizes, é sim! Ninguém ta sozinho nisso.

Fico me perguntando pq as pessoas são tão apegadas ao apego, dando vários nomes diferentes pra ele, se enganando, dizendo que é amor, que é amizade, que é compreensão, que é maturidade, responsabilidade... Quando na verdade a alma está gritando: "Pelo amor de Deus, desapega que eu não aguento mais essa situação!!". O que falta? Força? Por que as pessoas insistem em achar que não tem força? Ficam vivendo de apego, cansadas, incompletas e infelizes...

Sei que é difícil respirar coragem e decidir desapegar, mas se nunca tentar, nunca vai saber!
A vida é tipo um labirinto, vc não tem o mapa, esquece de achar que sabe exatamente pra onde está indo, que é ela quem vai conduzir pra onde ela bem entender... e sabe de uma coisa? Ela te leva por caminhos intensamente maravilhosos se vc deixar e desapegar, ta?

Tente não ter medo das suas tristezas, da voz que sua angústia solta no seu ouvido, tente escutar um pouco o que sua alma realmente quer e deixe que a vida assuma a direção, desapegue do que vc acha que quer e sabe que não te faz bem! A vida sabe o que faz! 

E se vc não quiser tentar, ninguém mais pode fazer por vc...

#prontofalei!


* Queridos, nosso blog agora tem página no Facebook! Dá um curtir por lá ;D 

4 comentários:

  1. Adorei esta magnifica reflexão sobre um tema que considero de extrema importância, no dias que correm.
    Um beijinho e obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o testo, e é bem por ai mesmo as vezes da vontade de tocar o foda se "desculpe isso e os possíveis próximos" Mas é muito complicado isso, estar tão perdido ou desanimado quanto os outros e as pessoas ficam querendo saber de você, querendo um resposta para o que estão fazendo de errado e não percebe que esta tão perdido quanto. Gostei do som que rola aqui, só senti falta do "Scott Tixier" tocando uma que sei que vai gostar (Elephant Rose). É mais moderninho e instrumental, mas vai gostar. Ah... Gostei dessa coisas de outras pessoas postarem aqui também bem interessante, qualquer dia nos vemos em Sampa xD "Falei muito já" Tchaooooôh... Abraços

    ResponderExcluir
  3. O importante é saber achar força no meio das tristezas e fraquezas que existem dentro de nós.
    Quando vamos atrás de dessa força, dessa magnitude que existe , sabemos como podemos ser felizes, sem demora.
    Não existe no mundo nada tão triste que não possa ser felicidade um dia.

    beijo.

    >http://entreatosepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amei ler isso, de fato, eu precisava ^^)

    ResponderExcluir

Comenta aew! :)

leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...